Centro De Memória Institucional: A Gestão Do Conhecimento, A Aprendizagem E A Educação Profissional Corporativa

Autor: Margarida Maria Kioko Terada Borsari
Ano de Publicação: 2019
Curso: Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional
Tipo de Produção: Dissertação
Linha de Pesquisa: Gestão e Avaliação

Resumo

TERADA, M. Centro de memória institucional: a gestão do conhecimento, a aprendizagem e a educação profissional corporativa. Orientação: Prof. Dr. Roberto Kanaane. 2019. 180 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional) – Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2019.

 

O presente estudo tem por objetivos: investigar e identificar as contribuições do centro de memória (CM) institucional para a aprendizagem e a educação corporativa, como instrumentos da gestão da informação e do conhecimento; caracterizar a importância estratégia dos acervos nas organizações investigadas; e verificar a adoção dos indicadores de desempenho da gestão do conhecimento na avaliação dos centros de memória. A memória neste caso é tratada sobre o aspecto da documentação – conhecimento explícito – onde se insere: acervos dos arquivos, bibliotecas e museus, lugares da educação não formal e informal nas instituições mantenedoras. A pesquisa utiliza os seguintes métodos: analógico (características observadas nos centros de memória em relação ao referencial teórico); exploratório, documental e/ou bibliográfico (levantamento do referencial teórico e outras fontes de informação); estudo de casos (acervos das instituições); qualitativo e quantitativo (análise dos dados e busca de evidências e tendências); e na técnica da visitação e aplicação de um questionário/formulário composto por 31 questões abertas e fechadas, com observação direta durante o encontro presencial nas amostras não probabilísticas selecionadas por acessibilidade do pesquisador. Para tanto foram analisados 16 CM institucionais, públicos e/ou privados, localizados na região metropolitana de São Paulo. A aplicabilidade das respostas visou atender as demandas das instituições mantenedoras dos CM, no que tange a sinalizar, através dos indicadores de desempenho e/ou instrumentos formais de mensuração, a sua visibilidade e importância estratégica na organização, justificando a manutenção dos centros e garantindo assim a educação e aprendizagem corporativa de futuras gerações. Conclui-se que os objetivos propostos foram cumpridos e as questões de pesquisa foram respondidas, considerando que as contribuições identificadas estão relacionadas diretamente com as atividades, objetivos, serviços, processos e produtos, constantes no referencial teórico; e os indicadores de gestão do conhecimento (GC) e seus processos não são adotados em 100% dos CM participantes respondentes (12 CM), com 4 abstenções. Quanto a caracterização da importância estratégica dos CM nas instituições pesquisadas, percebeu-se pelas respostas e pelo referencial teórico, que há uma divisão nas práticas encontradas, ou seja, há instituições que reconhecem o CM como área estratégica e outras não. Mesmo os 14 CM que são vinculados às áreas estratégicas nas instituições mantenedoras, nem todos atuam como tal. Registrou-se que 28% dos CM são atuantes, 36% não são e 36% atuam parcialmente como área estratégica. Observa-se também a inexistência da adoção de métodos para mensuração da inovação e do capital intelectual nos CM pesquisados, como processos da GC relacionados com a aprendizagem e a educação corporativa. Sugere-se a ampliação do escopo com uma maior amplitude amostral para estudos posteriores.


Palavra Chave

Aprendizagem Corporativa Documentação Educação Profissional Corporativa Gestão do Conhecimento Memória Institucional.