Educação Profissional E Mobilidade Internacional: Um Estudo De Caso

Autor: Alessandra Xavier dos Santos
Ano de Publicação: 2018
Curso: Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional
Tipo de Produção: Dissertação
Linha de Pesquisa: Formação do Formador

Resumo

SANTOS, A. X. Educação profissional e mobilidade internacional: um estudo de caso. 74 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional). Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2018.

 

Este trabalho tem como objetivo estudar a mobilidade internacional na educação profissional. A possibilidade de viver uma experiência internacional incrementa os conhecimentos de vida e da profissão, tornando o profissional mais realizado pessoalmente, bem como capacitado para atender as demandas pessoais e do mundo do trabalho, situado em um contexto globalizado. Há maior visibilidade para o tema no ensino superior, pois são raros os estudos que se aprofundam em aspectos conceituais ligados à internacionalização do currículo e mobilidade internacional na educação básica e no nível técnico, por isso o aprofundamento do tema para o ensino técnico de nível médio suscita interesse para pesquisas. Foi realizado um estudo de caso, executado por meio de análise documental e bibliográfica. A análise bibliográfica foi constituída a partir de publicações a respeito da Internacionalização da Educação Profissional e da Mobilidade Acadêmica Internacional, cujos principais autores pesquisados são: Lima e Maranhão, Mällinen e Prokki, Miura, Morosini e Stallivieri, bem como obras sobre currículo escolar do Ministério da Educação e dos autores Apple, Moreira e Sacristán. A análise documental foi efetuada a partir do Plano de Curso para Habilitação Profissional de Técnico em Cozinha do Centro Paula Souza. Foram considerados os componentes curriculares específicos para a formação técnica que evidenciam a carga horária prática do curso, além do componente Inglês Instrumental. A fundamentação teórica proporciona a compreensão da mobilidade internacional no contexto da internacionalização, iniciativas de internacionalização implantadas nas últimas décadas em no Brasil e no exterior, a estrutura e organização do currículo com ênfase na educação profissional e internacionalização do currículo, um exemplo de matriz curricular do curso técnico em cozinha, bem como uma descrição de métodos e técnicas em Educação Profissional e Tecnológica aplicáveis no curso de cozinha, realizada por docentes brasileiros na Finlândia participantes do Programa VET Teachers for the Future (Professores para o Futuro). Os maiores desafios para o seguimento do processo de internacionalização constituem-se pelo fato de que no Brasil predomina a internacionalização passiva, pelo risco de brain drain (fuga de cérebros), pela barreira com outros idiomas, pelo foco no nível superior em detrimento do nível técnico de ensino, assim como pela própria falta de políticas claras sobre o tema. A existência de mais programas estabelecendo parcerias com instituições estrangeiras, a exemplo do Brasil em acordo com a Finlândia, torna-se favorável porque possibilita melhor formação de docentes e a aplicação de métodos diferenciados de ensino, adaptáveis à realidade brasileira. Múltiplas ações de mobilidade internacional, inclusive para docentes e discentes dos cursos de nível técnico, poderiam estar previstas na estrutura curricular de diversos cursos de formação profissional. Torna-se evidente a necessidade de elaboração e implantação de uma política pública que viabilize o avanço do processo de internacionalização da educação no país. Tendo em vista a escassez de pesquisas mais específicas, recomenda-se que maior número de trabalhos acadêmicos direcionados para a educação profissional de nível técnico sejam desenvolvidos, relacionando o tema com a mobilidade internacional e com o processo de internacionalização da educação como um todo.


Palavra Chave

Curso Técnico em Cozinha. Educação Profissional e Tecnológica Internacionalização da Educação Mobilidade Internacional