Empregabilidade, Cidadania E Juventude: Um Estudo Sobre Os Egressos Do Ensino Técnico Integrado Ao Médio Do Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De São Paulo (IFSP – Câmpus SP) Entre 2011-2015

Autor: Salvador Rodrigues de Oliveira
Ano de Publicação: 2017
Curso: Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional
Tipo de Produção: Dissertação
Linha de Pesquisa: Formação do Formador

Resumo

OLIVEIRA, S. R. Empregabilidade, Cidadania e Juventude: um estudo sobre os egressos do ensino técnico integrado ao médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP – Câmpus SP) entre 2011-2015. 142 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional). Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, São Paulo, 2017.

Este trabalho tem como objetivo estudar se o modelo atual de ensino técnico integrado ao nível médio tem contribuído para a inserção social, empregabilidade e emancipação dos jovens na Cidade de São Paulo, num contexto de dualidade existente na sociedade brasileira entre conhecimentos práticos (manuais) e conhecimentos teóricos (conceituais). Busca compreender como isso tem se configurado na formação profissional dos jovens e, especificamente, procura-se fazer um levantamento dos estudos que associam e discutem a relação entre empregabilidade, formação profissional e inserção social do jovem; compreender e problematizar o conceito de empregabilidade associado à formação profissional técnica; analisar as possibilidades de se conseguir um emprego ou estágio e se há possibilidade de progressão profissional, incentivos à qualificação posterior dos jovens egressos do ensino técnico. Como embasamento, foi feita uma abordagem sobre a história da técnica e da tecnologia, da separação entre trabalho manual e trabalho intelectual, contextualização sobre a educação profissional e contribuição para o desenvolvimento socioeconômico regional, bem como a importância de criação de políticas publicas direcionadas para a oferta e qualidade da educação profissional técnica, considerando a necessidade da inserção social dos jovens no exercício de uma cidadania plena. Trata-se de um estudo exploratório de natureza qualitativa e documental, em cuja coleta de dados foi possível o acesso a uma enquete formulada pelo IFSP para seus egressos, tendo como recorte temporal do ano de 2011 ao ano de 2015, considerando a oferta de cursos técnicos integrados ao médio. Os estudos realizados sobre a juventude brasileira mostram que o Ensino Médio no Brasil representa o fim dos estudos para muitos jovens. Isso se dá por razões estruturais ligadas ao suporte econômico, político e cultural que é insuficiente para que haja continuidade nos estudos. Assim, o ensino profissional e técnico tem

sido vistos por vertentes conflitantes: uma delas é a ideia de que cursar o ensino técnico é uma maneira de o jovem arrumar um emprego, obter um salário e não se interessar em ingressar num curso superior; a outra vertente é aquela que defende a ideia de que cursar o ensino técnico é uma forma de o jovem entrar mais cedo no mercado de trabalho, e usar o emprego como incentivo para continuar estudando e se aprimorar profissionalmente. Observa-se, por meio da análise dos dados empíricos, que os egressos dos cursos técnicos integrados, objeto de estudo desta pesquisa, têm como interesse aumentar a empregabilidade como uma oportunidade a mais, e não como um destino. Os pesquisados, através das enquetes, demonstraram perceber nos cursos técnicos ofertados pelo IFSP um ensino de qualidade, capaz de contribuir para o ingresso em cursos superiores mais concorridos.


Palavra Chave

Educação e Trabalho Educação Profissional e Tecnológica Empregabilidade Juventude Políticas Públicas